//Google Analitcs

Eu acesso! Junte-se à nós!

Pesquisar este blog

Siga-nos por E-Mail!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Chanel é processada

Maison Chanel é processada por cópia de ponto de tricô

Michelle Achkar
Getty Images

Tricô é um dos hits da coleção primavera/verão da marca

A marca francesa Chanel está sendo acusada de copiar um ponto de tricô. A afirmação é de Carmen Colle, 61 anos, proprietária da World Tricot, empresa que fornece itens para marcas como Jean Paul Gaultier, Balenciaga, Dior, entre outras. A empresária está pedindo US$ 3,7 milhões por falsificação e quebra de contrato.

Colle afirmou ao jornal The Guardian que "não se trata apenas da minha empresa, mas sim do reconhecimento dos pequenos negócios e de seus criadores. Grandes marcas nos tratam como coisas que podem usar e jogar fora. É uma vergonha. O maior valor de um país e de uma marca é o respeito que mostram pelos pequenos", disse.

A grife francesa nega a acusação afirmando que ela não tem direitos autorais sobre itens baseados em criações anteriores da Chanel. "Fazer um crochê a partir de instruções vagas dadas pela equipe de criação da Chanel não significa que um padrão possa ser considerado autoral", divulgou em comunicado.

Colle contatou a Chanel após ver um cardigã em Tóquio há quatro anos, antes de decidir entrar com processo. O caso está sendo observado pelo mercado internacional, pois pode criar novos padrões para casos posteriores.